SLINGADA É NA SAMPA SLING

 

O QUE É A SLINGADA?

A Slingada ® é o encontro da Sampa Sling para promoção e apoio dos carregadores de pano. Que gostamos de chamar também de facilitadores de colo.  Nesse encontro, todos podem experimentar e adquirir os diversos tipos de carregadores, além de aprender várias posições de uso e tirar todas as dúvidas sobre a utilização dos carregadores que eles já tem.

 

Não importa a marca ou modelo do carregador. A Slingada é um tempo-lugar para tirar dúvidas, ouvir sugestões e encontrar outros pais e mães slingando, para ver como é prático, seguro, confortável e delicioso carregar seus bebês no colo com o auxílio de um facilitador.

 

Nos encontros, costumam ocorrer vários tipos de indicações, por exemplo:​

  • Posições adequadas para bebês de acordo com sua etapa de desenvolvimento;

  • Benefícios do uso para o bebê e para o adulto que o carrega;

  • Indicação de carregador adequado para cada fase de desenvolvimento dos bebês;

  • Alertas sobre adequação dos produtos no que diz respeito às características prátcas, como tipos de tecidos, qualidades das argolas, segurança das amarrações; 

ORIGINAL • ABERTA • PERIÓDICA • GRATUITA

E SEMPRE SERÁ!

 

HISTÓRIA DA SLINGADA

A primeira slingada aconteceu em São Paulo na casa da Analy Uriarte em Março de 2004. Ela  não acreditava que o termo sling fosse pegar quando começou a fazer esses carregadores de argolas em Setembro de 2003 (o primeiro sling era cáqui e foi usado por uma bebêzinha chamada Luana). Mas ao verificar que as pessoas já se habituavam com a palavra em inglês "Sling"(que pode significar rede, tipóia, pendurar ou balançar) logo apareceu o termo Slingada - para nomear o encontro de slingueiros. A definição dada pela Analy é que a Slingada é uma reunião informal de pais e mães que acreditam que seus bebês querem e merecem ficar no colo através do uso de facilitadores. Pode parecer bem comum nos dias de hoje, mas há mais de dez anos, estávamos mesmo inaugurando a tendência do resgate e promoção da cultura de colo brasileira, apoiadas em nossa ancestralidade e com a leitura contemporânea dos carregadores.

As Slingadas passaram a ser periódicas em sua casa todos os sábados. De lá para cá já ajudamos mães e pais a usarem slings de argola, pouches, wraps e mei-tais, bem como improvisa com os panos que tivessem em casa, apoiar a amamentação e promover o empoderamento e independência das mulheres no puerpério. Foi numa Slingada que nasceu a Sampa Sling, o primeiro carregador contemprâneo com desenho brasileiro e pedido de registro de patente. E a idéia pegou… hoje existem variadas marcas de carregadores, levando mais acesso ao Babywearing para famílias em todo Brasil.

 

AGENDA DA SLINGADA

ONDE ACONTECEM AS SLINGADAS? 

 
 

BALIZAS DE SEGURANÇA

Rosângela Alves

Em constante articulação entre teoria e prática, aprendemos que há algumas balizas de segurança para o uso de carregadores, no que diz respeito à posição do bebê e qualidade dos tecidos e amarrações. As balizas de segurança não são regras, e sim observações óbvias para pragmaticamente evitar acidentes. De maneira nenhuma entendemos que as balizas de segurança podem ser usadas para oprimir, coagir ou interferir na simbiose entre bebê e adulto carregador. No entanto, cabe a observação dos seguintes aspectos (baseado no TICKS, conjunto de segurança para carregadores desenvolvido em 2010 no Reino Unido).

1) Bem Ajustado: Slings e carregadores devem ser apertados o suficiente para manter seu bebê perto de você da forma que seja mais confortável para ambos. Qualquer folga / tecido solto permitirá que seu bebê a deslize no tecido, o que pode dificultar a sua respiração e forçar as suas costas. Consideramos aqui os nós dos carregadores, bem como a qualidade das argolas e fivelas no que diz respeito ao peso suportado e condições de travamento. Essa baliza norteia a segurança mecânica do carregador e do bebê no carregador.

 

 

2) Rosto visível: você deve sempre ser capaz de ver o rosto do seu bebê, simplesmente olhando para baixo. O tecido de sling ou carregador não deve se fechar em torno do bebê. Em uma posição berço ou colo, o bebê deve estar voltado para cima não estar virado para o seu corpo. Assim como em posição de colo natural, ou quando colocado no berço, o rosto do bebê deve estar visível, e não coberto por panos ou cobertores. Essa baliza diz respeito tanto à segurança contra asfixia do bebê mas é um convite de atenção do adulto carregador, tal e qual é demandada para um bebê fora do carregador. Olhar o rostinho do bebê pode alertar para qualquer desconforto.

 

 

3) À distância de um beijo: a cabeça do bebê deve estar tão perto de seu queixo quanto for confortável. Inclinando a cabeça para frente você deve ser capaz de beijar seu bebê na cabeça ou na testa. Essa baliza diz respeito à altura do carregamento, para evitar exclusivamente que os solavancos do caminhar do adulto atuem como pêndulo em um bebê colocado muito baixo. Ainda assim é relevante notar que na abordagem Colo Com Amor, compreendemos que o corpo do adulto contempla também uma série de variáveis. Por exemplo, é comum que quando carregados por homens, os bebês e adultos estejam em uma posição mais confortável - e igualmente segura - um pouco mais abaixo da distância do beijo. Ou ainda, que algumas ocasiões peçam por um carregamento nas costas. 

 

 

4) Queixo afastado do peito: um bebê nunca deve ser curvado de forma que o seu queixo seja forçado sobre o peito, pois isso pode restringir sua respiração. Garantir que há sempre um espaço de pelo menos um dedo de largura sob o queixo do seu bebê. Essa baliza tem a finalidade de promover posição fisiológica natural da traquéia do bebê e não significa que este deva ser carregado apenas verticalmente. No entanto, aponta que, nos carregamentos semi-deitados e mais enrolados, a pressão do tecido não deva exercer força sobre a cabeça de modo a enrolá-la sobre o pescoço o suficiente para provocar sufocamento. 

 

 

5) Suporte nas costas: Em um carregamento vertical o bebê deve ser carregado de forma que ele fique confortavelmente perto da pessoa que o carrega, com as costas suportadas na posição natural e barriga contra o adulto. Se um sling é muito frouxo, o bebê pode deslizar no tecido, o que pode fechar parcialmente suas vias aéreas. (Isto pode ser testado colocando a mão nas costas do seu bebê e pressionando suavemente - ele não devem se enrolar ou se mover muito em sua direção). Um bebê em um carregador de posição berço/colo deve ser posicionado com cuidado com a sua parte inferior na parte mais profunda do tecido, de modo que o sling não o dobre ao meio pressionando seu queixo contra seu peito.

SLINGADA SOLIDÁRIA

O Amparo Maternal é uma organização não-governamental que fornece assistência às gestantes e mães de todo o país, pelo SUS. Periodicamente, a Sampa Sling promove uma Slingada® para as mulheres e bebês que estão em situação provisória de residência no Amparo Maternal.  Além da oportunidade de troca de experiências - que sempre é muito gratificante para a Sampa Sling como eterna e respeitosa aprendiz das histórias ancestrais que todas as mulheres carregam à respeito do colo e do cuidado com bebês - costumamos oferecer para as mães slings novos e usados. Assim, mantemos a prática de coletar os carregadores que estão esquecidos em algum lugar e direcioná-los à essas mulheres. Todos os espaços que recebem a Slingada®, assim como o Espaço Sampa Sling, são postos de coleta de doações. Lugar de Sling não é na gaveta! Doe o seu!

 

A SLINGADA É MARCA REGISTRADA DA SAMPA SLING

Existem muitos encontros Brasil afora, de diversas iniciativas, para promover o uso do sling e outros carregadores, o que nos deixa muito feliz. No entanto, a Slingada® é marca registrada da Sampa Sling e tem todos os direitos de uso de nome e formato reservados.

Existe um conjunto de valores agregados à Slingada®: sua gratuidade, sua periodicidade, o livre acesso à informação e a abordagem técnica para amarrações, posições - e outros aspectos do universo da consultoria em Babywearing - que a Sampa Sling faz questão de garantir.

Seguimos a abordagem brasileira e humanizada para o carregamento de bebês, conhecida como Colo Com Amor, que pode ser diferente das práticas de outras consultorias de carregadores que atuam hoje no mercado. Portanto, uma Slingada não é todo e qualquer encontro ou consultoria. E sim aqueles que seguem os preceitos que afetuosamente, e com muito trabalho, estamos construindo desde 2004. 

A Sampa Sling é a única empresa do Brasil qualificada para oferecer os encontros de promoção ao uso dos slings no formato de Slingadas. Os encontros de outras marcas e fabricantes são maravilhosos e bem-vindos, mas atuam de acordo com o conjunto de valores e abordagens de seus criadores, e portanto não podem usar o nome Slingada®.

Se você tem interesse em ser uma revendedora Sampa Sling e levar a Slingada® para a sua região, entre em contato conosco. 

 

94795-1198

3735-0838

11

Rua Amaro Cavalheiro, 453

Pinheiros

SP

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon